Notícias

A CAMPANHA NOVEMBRO AZUL CONVIDA OS HOMENS A SEREM HERÓIS DO AUTOCUIDADO

Uma das causas da doença, que atinge 60 mil brasileiros por ano, está ligada ao comportamento dos homens que se recusam a visitar o médico. De acordo com o Ministério da Saúde, 3 a cada 10 homens procuram o médico com regularidade.

Robson Valentim

Vergonha da exposição, medo de ser visto como fraco, falta de dinheiro ou de tempo. Estes são alguns dos discursos que norteiam o imaginário masculino quando o assunto é autocuidado. Como é sabido e diversas pesquisa apontam, os homens visitam os serviços médicos menos que as mulheres. De acordo com o Ministério da saúde, 3 a cada 10 homens procuram o médico com regularidade. E, segundo o Centro de Referência em Saúde do Homem, mais da metade dos homens que visitam os serviços de saúde, se apresentam quando a doença já está em estágio avançado.

A consequência comum desse comportamento se revela na expectativa de vida por gênero. De acordo com o IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, homens nascidos nascidos no Brasil em 2017, tinham expectativa de viver 72,5 anos e as mulheres tinham expectativa de vida de 79,6 anos. O que corresponde a dizer que os homens vivem, em média sete anos a menos que as mulheres.

Esse mês começa o Novembro Azul, a campanha de prevenção e conscientização do câncer de próstata. Com o tema “Seja herói da sua saúde” a campanha visa quebrar os tabus que existem sobre o exame de toque e convida os homens a buscarem atendimento médico como forma de autocuidado. A mensagem principal a campanha diz que “Para ser herói não precisa ter superpoderes, mas, sim ser prevenido”. O que significa dizer que para ter saúde é necessário que os homens abandonem os tabus e desculpas que os impedem de ir ao médico. Comportamento que aumenta, e muito, os índices de doenças que poderiam ser evitadas, principalmente se forem diagnosticadas precocemente.

Organizada pela Sociedade Brasileira de Urologia, a Campanha Novembro Azul convida os homens a serem Heróis do autocuidado.
Foto: Divulgação

Entre essas doenças, o câncer de próstata é uma das mais comuns, com um índice médio de cerca de 60 mil casos por ano no Brasil. De acordo com o INCA, o Instituto Nacional do Câncer, a cada hora sete homens são diagnosticados com a doença.

Ligado muitas vezes ao estilo de vida da pessoa, o câncer de próstata é uma doença caracterizada pela multiplicação desordenada das células do órgão. É mais comum que o câncer de próstata atinja homens após os 50 anos de idade, mas, em alguns casos, como em homens negros e pessoas com histórico da doenaça na família, o acompanhamento deve começar antes, aos 45 anos de idade.

Entre os fatores de risco, podemos destacar:

  • Histórico familiar
  • Obesidade
  • Sedentarismo

Na fase inicial, a doença não apresenta sintomas, mas, em estágio avançado, são sintomas comuns:
– Dor óssea
– Dores ao urinar
– Vontade de urinar com frequência
– Presença de sangue na urina e/ou no sêmen

Para garantir a cura do câncer, a única forma é a prevenção, que se dá por meio do exame de toque retal e do exame de PSA. O exame de PSA é feito em laboratório e o exame de toque retal pode ser feito na Guadalupe Clínica Médica Popular com um médico urologista. Um exame não exclui o outro e ambos são recomendados pela OMS, a Organização Mundial de Saúde.


Serviços

Nenhum post foi encontrado!

Gerencie seus Widgets pelo painel administrativo do Wordpress.